A porta série e a porta paralela

Maio 2015

Introdução às portas de entrada/saída


As porta de entrada/saída são elementos materiais do computador, permitindo ao sistema comunicar com elementos externos, isto é, trocar dados, daí a denominação de interface de entrada/saída (notado às vezes interface E/S).

Porta série


As portas série (igualmente chamadas RS-232, nome da norma à qual fazem referência) representam as primeiras interfaces que permitiram aos computadores trocar informações com "o mundo externo". O termo série designa um envio de dados através de um fio único: as bits são enviadas umas a seguir às outras (consulte a secção transmissão de dados para um curso teórico sobre os modos de transmissão).

transmissão para uma porta série




No início, as portas série permitiam unicamente enviar dados, mas não receber, é por isso que foram criadas portas bi diretivas (as que equipam os computadores atuais o são); as portas séries bi diretivas têm por isso necessidade de dois fios para efetuar a comunicação.

A comunicação série faz-se de maneira assíncrona, o que significa que nenhum sinal de sincronização (chamado relógio) é necessário: os dados podem ser enviados a intervalos de tempo arbitrários. Por outro lado, o periférico deve ser capaz de distinguir os caracteres (um carácter tem um comprimento de 8 bits) entre a sequência de bits que lhe é enviada.

É a razão pela qual neste tipo de transmissão, cada carácter é precedido de uma bit de início (chamada bit START) e uma bit de fim (bit STOP). Estas bits de controlo, necessárias para uma transmissão série, desperdiçam 20% da banda concorrida (para 10 bits enviadas, 8 servem para codificar o carácter, 2 servem para assegurar a recepção).

As portas série estão geralmente integradas na placa-mãe, é por isso que há conectores na parte traseira da caixa, ligados à placa-mãe por uma cobertura de fios, permitindo ligar um elemento externo. Os conectores séries possuem geralmente 9 ou 25 pinos e apresentam-se sob a forma seguinte (respectivamente conetores DB9 e DB25):


connecteur DB9


connecteur DB25


Um computador pessoal possui geralmente uma a quatro portas série.

Port paralelo


A transmissão de dados em paralelo consiste em enviar dados simultaneamente sobre vários canais (fios). As portas paralelas presentes nos computadores pessoais permitem enviar simultaneamente 8 bits (um byte) através de 8 fios.

transmissão para uma porta paralela


As primeiras portas paralelas bi diretivas permitiam atingir débitos de aproximadamente 2.4Mb/s. Contudo, portas paralelas melhoradas foram desenvolvidas a fim de obter débitos mais elevados :

  • A porta EPP (Enhanced Parralel Port, porta paralela melhorada) permitiu atingir débitos de aproximadamente 8 a 16 Mbps
  • A porta ECP (Enhanced Capabilities Port, porta com capacidades melhoradas), criada pela Hewlett Packard e Microsoft. Retoma as características da porta EPP acrescentando-lhe um suporte Plug and Play, ou seja, dá-lhe a possibilidade ao computador de reconhecer os periféricos ligados



As portas paralelas, como as portas série, estão integradas na placa-mãe. Os conectores DB25 permitem conectar um elemento externo (uma impressora, por exemplo).

connecteur DB25
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
A-porta-serie-e-a-porta-paralela.pdf

A ver igualmente


Serial port and parellel port
Serial port and parellel port
Puerto serial y puerto paralelo
Puerto serial y puerto paralelo
Serieller Anschluss und Parallelanschluss
Serieller Anschluss und Parallelanschluss
Port série et port parallèle
Port série et port parallèle
Porta seriale e porta parallela
Porta seriale e porta parallela
Este documento, intitulado « A porta série e a porta paralela »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.