Computador - História

Abril 2015

A história do computador mostra que, graças ao facto do homem ser preguiçoso por natureza, sempre procurou melhorar a sua maneira de calcular, para limitar os erros e facilitar a vida ,economizando o seu tempo.

Na origem: logaritmo

O logaritmo, chamado também “ábaco”, foi inventado no ano 700, sempre foi utilizado por todo mundo e em todos os paises.

Após o logarítimo

A invenção do logaritmo é atribuida ao escocês John NEPER (1550-1617, às vezes escrito NAPIER). Em 1614, este demonstrou que a multiplicação e a divisão podiam juntar-se a uma série de adições. Isto permitirá, a partir de 1620, a utilização da regra de cálculo.


No entando, o verdadeiro pai da teoria dos logaritmos é “Mohamed Ibn Moussa Al-KHAWAREZMI”, um cientista árabe nascido na cidade persa de “Khawarezm”. Este cientista desenvolveu além disso a Álgebra, termo que provém do árabe “Al-Jabr”, que significa compensação, subentendido “a compensação pela investigação da variável desconhecida X a fim de equilibrar os resultados dos cálculos”.

As primeiras máquinas de calcular

Em 1623, William Schickard inventou a primeira máquina de calcular mecânica.
Em 1642, Blaise Pascal criou a máquina de aritmética (baptizada Pascaline), uma máquina capaz de efectuar adições e subtracções, destinada a ajudar seu pai, um colector de impostos e taxas.
Em 1673, Gottfried Wilhelm Von Leibniz acrescentou à Pascaline a multiplicação e a divisão.
Em 1834, Charles Babbage inventa a máquina diferencial, que permite avaliar funções. Ao saber que uma máquina de tecelagem (tecelagem de Jacquard) é programada com a ajuda de placas perfuradas, lança-se então na construção de uma máquina de calcular que explora esta ideia revolucionária.

É em 1820 que aparecem as primeiras calculadoras mecânicas com quatro funções :

  • adição
  • subtracção
  • multiplicação
  • divisão



Estas são complementadas rapidamente (1885 )com um teclado para introduzir os dados. Motores eléctricos irão rapidamente suplantar as manivelas.


Os computadores programáveis

Em 1938, Konrad Zuse inventa um computador que funciona graças a retransmissões eletromecânicas: o Z3. Este computador é o primeiro a utilizar o binário em vez do decimal.
Em 1937, Howard Aiken aperfeiçoa um computador programável que mede 17 m de comprimento e 2.5 metros de altura, permitindo calcular 5 vezes mais depressa do que o homem :
É o Mark I de IBM.
Este é constituído por 3300 engrenagens, 1400 comutadores e está ligado com 800 Km de fios elétricos.

Em 1947, o Mark II é construido e as suas engrenagens são substituídas por componentes electrónicos.

Os computadores a lâmpadas

Em 1942, o ABC (Atanasoff Berry Computer) do nome dos seus inventores, J.V. Atanasoff e C.Berry, vê a luz do dia.

Em 1943, o primeiro computador que já não comporta peças mecânicas é criado graças a J.Mauchly e J.Presper Eckert : o ENIAC (Electronic Numerical Integrator And Computer). É composto de 18000 lâmpadas, ocupando 1500 m2. Foi utilizado para cálculos que serviram para aperfeiçoar a bomba H.
O seu principal inconveniente residia na programação:
o ENIAC funcionava unicamente manualmente, programável com computadores ou cabos.

O primeiro erro informático deve-se a um insecto que, atraído pelo calor, foi parar a uma das lâmpadas criando um curto-circuito. Assim, o termo inglês para insecto - “bug”- deu origem ao termo que designa um erro informático, até hoje.

Com efeito, os tubos transmissores necessitavam uma grande quantidade de energia eléctrica, que libertava muito calor. Esta lacuna foi solucionada em 1946 com o EDVAC (Electronic Discrete Variable Computer) que permite armazenar os programas em memória (1024 palavras em memória central e 20000 palavras em memória magnética).

O transístor

Em 1948, o transístor é criado pela firma Bell Labs (graças aos engenheiros John Bardeen, Walter Brattain e William Shockley). Este permite, nos anos 50, tornar os computadores menos incómodos, menos ávidos em energia eléctrica e por conseguinte menos dispendiosos: é a revolução na história do computador!

O circuito integrado

O circuito integrado, aperfeiçoado em 1958 pela Texas Instrumentos, permite reduzir ainda mais a dimensão e o custo dos computadores, integrando num mesmo circuito electrónico vários traníistores sem utilizar fios eléctricos.

Os primeiros computadores à base de transístor

Em 1960, o IBM 7000 é o primeiro computador à base de transístor.
Em 1964, o IBM 360 surge, juntamente com a chegada do DEC PDP-8.

Os microcomputadores

É em 1971 que aparece o primeiro microcomputador: o Kenback 1, com uma memória de 256 bytes.

Os microprocessadores

Em 1971, aparece o primeiro microprocessador, Intel 4004. Este permite efectuar operações de 4 bits simultaneamente.
Na mesma época, a Hewlett Packard comercializa a calculadora HP-35.
O processador 8008 da Intel (que permite tratar 8 bits simultaneamente) aparece em 1972.

Em 1973, o processador 8080 de Intel equipa os primeiros microcomputadores: o Micral e o Altair 8800, com 256 bytes de memória. No final de 1973, a Intel comercializava já processadores 10 vezes mais rápidos que o precedente (Intel 8080), comportando 64 ko de memória.

Em 1976, Steve Wozniak e Steve Jobs criam a Apple I numa garagem. Este computador possui um teclado, um microprocessador 1 MHz, 4 ko RAM e 1 ko de memória vídeo.
Diz-se que os dois amigos não sabiam que nome dar ao computador o computador; Steve Jobs, vendo uma macierira no jardim, decidiu chamar o computador "maçã" (em inglês apple).

Em 1981, a IBM comercializa o primeiro PC composto de um processador 8088 cadenciado a 4.77 MHz.

Os computadores de hoje

É muito difícil hoje em dia seguir a evolução do computador. Com efeito, esta evolução segue a lei de Moore (Intel©): pode-se colocar 4 vezes mais transístores numa microplaqueta cada 3 anos”.
Dever-se-ia assim chegar a 1 mil milhões de transístores numa microplaqueta por volta de 2010.

Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Computador-historia.pdf

A ver igualmente


Computer - History
Computer - History
Equipos - Historia
Equipos - Historia
Computer - Geschichte
Computer - Geschichte
Ordinateur - Histoire
Ordinateur - Histoire
Computer - Storia
Computer - Storia
Este documento, intitulado « Computador - História »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.