História da Internet

Abril 2015

A ideia revolucionária

Em 1962, enquanto o comunismo fazia força, a Força Aérea dos EUA pede a um pequeno grupo de investigadores que crie uma rede de comunicação militar capaz de resistir a um ataque nuclear. O conceito desta rede assentava num sistema descentralizado, permitindo à rede funcionar apesar da destruição de uma ou várias máquinas.

O modelo Baran

Paul Baran é considerado como um dos actores principais da criação da Internet. Ele teve a ideia, em 1964, de criar uma rede com a forma de uma grande tela. Tinha percebido que um sistema centralizado era vulnerável porque a destruição do seu núcleo provocava a destruição das comunicações. Criou então uma rede híbrida de arquitecturas em estrela ecom malhas, na qual os dados se deslocariam de forma dinâmica, “procurando” o caminho menos sobrecarregado, e “esperando” se todas as estradas estivessem sobrecarregadas. Esta tecnologia foi chamada “packet switching”.

O ARPANET

Em Agosto de 1969, independentemente de qualquer objectivo militar, a rede experimental ARPANET foi criada pelo ARPA (Advanced Research Projects Agency , dependente do DOD, Department of Defense) para ligar quatro instituições universitárias:

  • O Stanford Institute ;
  • A universidade da Califórnia em Los Angeles ;
  • A universidade da Califórnia em Santa Bárbara ;
  • A universidade de Utah.



A rede ARPANET é hoje considerada como a rede precursora da Internet. Comportava já naquela época certas características fundamentais da rede actual :

  • Um ou vários nós da rede podiam ser destruídos sem estar a perturbar o seu funcionamento;
  • A comunicação entre máquinas fazia-se sem máquina centralizada intermédia;
  • Os protocolos utilizados eram básicos.

O correio electrónico

Em 1971, Ray Tomlinson criou um novo modo de comunicação: o correio electrónico. O conteúdo deste primeiro e-mail era o seguinte:

QWERTYUIOP


Além disso, o carácter “@” servia já para separar o nome do utilizador do nome da máquina nos endereços.

Em Julho de 1972, Lawrence G. Roberts melhorou as possibilidades abertas por Ray Tomlinson, desenvolvendo a primeira aplicação que permite listar, ler de maneira selectiva, arquivar, responder ou reencaminhar um e-mail. Desde então, o serviço de mensagens electrónicas não parou de de crescer, até se tornar na principal utilização da rede das redes no início do século XXI.

É igualmente em 1972 (Outubro) que a rede ARPANET foi apresentada pela a primeira vez ao grande público, aquando da conferência ICCC (International Computer Communication Conference).Na mesma época, o ARPA tornou-se o DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency) e o termo “internetting” passa a ser utilizado para designar o ARPANET, então um embrião da Internet.

O protocolo TCP

O protocolo NCP, utilizado até então, não permitia gerir controlo de erro e em era, por esse motivo, utilizável unicamente na rede ARPANET, na medida em que a infra-estrutura era dominada correctamente.

Assim Bob Kahn, chegado ao ARPA desde 1972, começou a trabalhar sobre as bases de um novo protocolo, já baptizado TCP, permitindo encaminhar dados numa rede fragmentando-os em pequenos pacotes. Na Primavera 1973, pediu a Vinton Cerf (então à Stanford) que o ajudasse a construir o protocolo.

Em 1976, o DoD decidiu estender o protocolo TCP à rede ARPANET, composta de 111 máquinas ligadas entre elas. Em 1978, o protocolo TCP foi cindido em dois protocolos: TCP e IP, para constituir que o que ia tornar-se na suite TCP/IP.

O DNS

O sistema DNS, utilizado hoje em dia, foi criado em 1984, a fim de paliar a falta de flexibilidade , pedindo a actualização manual das correspondências entre os nomes de máquinas e o seu endereço em ficheiros textos em cada uma das máquinas.

Os RFC

Em 1969, S. Crocker (então na universidade da Califórnia) criou o sistema “Request for Comments” (RFC). Trata-se de documentos apresentados sob a forma de nota, permitindo aos investigadores trocarem os seus trabalhos.

Jon Postel (6 de Agosto de 1943 - 16 de Outubro de 1998) foi encarregue da administração destes documentos até à sua morte.

O World Wide Web

A partir de 1980, Tim Berners-Lee, um investigador do CERN de Genebra, criou um sistema de navegação hipertexto e desenvolveu, com a ajuda de Robert Cailliau, um software baptizado Enquire que permite navegar de acordo com este princípio.

Em finais de 1990, Tim Berners-Lee criou o protocolo HTTP (Hyper Text Tranfer Protocol), bem como a linguagem HTML (HyperText Markup Language) que permite navegar com a ajuda de ligações hipertextuais, através das redes. O World Wide Web tinha nascido.

Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Historia-da-internet.pdf

A ver igualmente


History of the Internet
History of the Internet
Historia de Internet
Historia de Internet
Geschichte des Internets
Geschichte des Internets
Histoire d'Internet
Histoire d'Internet
Storia di Internet
Storia di Internet
Este documento, intitulado « História da Internet »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.