Kioskea
Pesquisar

EUA registram aumento recorde de casos do vírus do Nilo Ocidental

Kioskea quarta 22 de agosto de 2012 - 18:37:13


O Texas contabiliza quase metade dos casos da doença

Os Estados Unidos registraram pelo menos 1.118 casos do vírus do Nilo Ocidental, o número mais elevado desde que a doença, transmitida por um mosquito, foi detectada, em 1999, causando um total de 41 mortes.

Os Estados Unidos registraram pelo menos 1.118 casos do vírus do Nilo Ocidental, o número mais elevado desde que a doença, transmitida por um mosquito, foi detectada, em 1999, causando um total de 41 mortes, afirmaram autoridades nesta quarta-feira.

A organização federal dos Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) reportou que só o estado do Texas (sul) registrava metade dos casos, seguido de Mississipi e Lousiana (sul), Dakota do Sul (norte) e Oklahoma (centro), e alertou os americanos para que tomem medidas para evitar o contato com o mosquito.

As autoridades afirmam que o número de casos é o maior registrado para uma terceira semana de agosto desde que o vírus foi detectado, há mais de uma década.

No ano de 2011 houve 712 casos e 43 mortes provocadas pela doença, explicou o CDC.

O surto se concentrou nos arredores de Dallas, Texas, onde as autoridades sanitárias começaram a usar aviões na semana passada para fumigar a região com pesticidas.

A doença foi descoberta em 1937 em Uganda e é transmitida por aves, propagando-se em humanos pela picada de mosquitos.

O Texas teve um total de 537 casos este ano e 19 mortes, segundo o CDC. A vizinha Louisiana registrou seis mortes em um total de 73 casos.

Os sintomas mais graves da doença incluem febre alta, perda da visão e paralisia, enquanto as manifestações mais brandas vão de dores de cabeça a erupções na pele.

© 2012 AFP

Adicionar comentário

Comentários

Adicionar comentário