Apple lança programa de mapas e MacBook mais fino e potente

Kioskea segunda 11 de junho de 2012 - 20:05:50


O alto executivo da Apple, Scott Forstall, apresenta o novo aplicativo cartográfico do iOS6, durante discurso em San Francisco, Califórnia

A Apple lançou nesta segunda-feira seu próprio programa de mapas para seus dispositivos móveis iPhone e iPad, desafiando a supremacia do popular Google Maps, e apresentou uma nova versão, mais leve e potente, de seu computador portátil, o McBook.

A Apple lançou nesta segunda-feira seu próprio programa de mapas para seus dispositivos móveis iPhone e iPad, desafiando a supremacia do popular Google Maps, e apresentou uma nova versão, mais leve e potente, de seu computador portátil, o McBook.

O novo sistema operacional da Apple, iOS 6, inclui um aplicativo cartográfico, elaborado a partir do zero, explicou Scott Forstall, da Apple, na Conferência Mundial de Desenvolvedores (WWDC, na sigla em inglês), em San Francisco, que começou nesta segunda-feira e se estenderá por cinco dias.

"Estamos fazendo toda a cartografia nós mesmos. Estamos cobrindo o mundo", disse Forstall.

A Apple inseriu centenas de milhões de dados de empresas de todo o mundo, acrescentou.

Seu programa de mapas incluirá padrões de tráfego em tempo real, atualizados com a ajuda dos usuários para manter a informação vigente, acrescentou.

Esta mudança significa que a Apple, que está em uma dura batalha contra os dispositivos que funcionam com o sistema operacional Android, da Google, não se baseará no programa da Google para seu principal aplicativo de mapas.

Apesar de o aplicativo de mapas não gerar renda diretamente, frequentemente é vinculado à busca de produtos e serviços, como restaurantes ou negócios.

Segundo analistas, o programa de mapas da Apple poderia, com o tempo, captar os usuários de iPhone e iPad das buscas no Google, reduzindo assim os ganhos do giante de buscas.

A Apple disse que seu iOS 6 estará nos dispositivos vendidos nos próximos meses, que também incluem o assistente pessoal Siri, que executa muitas das funções de busca do Google.

"O Siri está no mercado há apenas oito meses", disse Forstall. "Nestes oito meses, o Siri tem estudado e aprendido muito mais".


O novo McBook Pro é exibido em San Francisco

"O MacBook Pro nova geração" é o mais fino (1,8 cm) do segmento de alta gama dos portáteis MacBook, mais ou menos equivalente ao lado mais grosso do ultrafino MacBook Air, sem deixar de ser relativamente pesado, com mais de dois quilos.

A gigante da informática também apresentou um novo e potente modelo de seu computador portátil MacBook Pro, à venda a partir desta terça-feira a 2.200 dólares, mais taxas.

"É simplesmente o melhor computador que a Apple já fabricou", afirmou Phil Schiller, chefe de marketing da empresa da maçã mordida, na abertura de uma conferência anual mundial e programadores em San Francisco (Califórnia, oeste)."O MacBook Pro nova geração" é o mais fino (1,8 cm) do segmento de alta gama dos portáteis MacBook, mais ou menos equivalente ao lado mais grosso do ultrafino MacBook Air, sem deixar de ser relativamente pesado, com mais de dois quilos.

Além disso, conta com tela de alta definição "Retina" lançada no começo do ano com o novo modelo do tablet iPad.

Está claro que a Apple, que atualizou toda a sua gama de portáteis, inclusive o MacBook Air, busca com um rendimento inclusive maior evitar a ameaça dos "ultrabooks", os computadores portáteis que funcionam, na maior parte, no sistema operacional Windows de Microsoft, que para alguns rivalizam em design e potência com os dispositivos da Apple.

"Todo mundo tenta copiar (o MacBook Air) e evidentemente descobrimos que não é tão fácil", disse Schiller.

O novo modelo menor do MacBook Air, com tela de 11 polegadas (28cm) e 64 gigabytes de armazenamento também estará disponível na terça-feira a partir de 999 dólares.

© 2012 AFP

Adicionar comentário

Comentários

Adicionar comentário