Morreu o paleoantropólogo Phillip Tobias

Kioskea quinta 7 de junho de 2012 - 15:13:52


(Arquivo) Tobias em 2006

O paleoantropólogo sul-africano Phillip Tobias, autoridade mundial em evolução humana e estudo de fósseis de hominídeos, morreu nesta quinta-feira aos 86 anos em Johannesburgo, anunciou a Universidade de Witwatersrand.

O paleoantropólogo sul-africano Phillip Tobias, autoridade mundial em evolução humana e estudo de fósseis de hominídeos, morreu nesta quinta-feira aos 86 anos em Johannesburgo, anunciou a Universidade de Witwatersrand.

Oficialmente aposentado desde 1993, mas ainda muito ativo, Tobias foi um dos pioneiros nos estudos em sítios com fósseis de hominídeos, especialmente nas grutas de Sterkfontein (noroeste de Johannesburgo), catalogadas no patrimônio da Unesco.

Neste local, foi descoberto chamado "Little foot", o mais antigo e completo dos esqueletos de australopitecos jamais encontrado, e cuja idade remonta há mais de 4 milhões de anos.

Homem de ciência admirado por colegas e estudantes, Tobias apresentou em 2002 uma série televisiva de grande sucesso sobre genética, anatomia e primatologia.

Formado em medicina em 1944, Phillip Tobias se voltou para a genética, fisiologia e história antes de especializar-se em antropologia, genética humana, anatomia dental e evolução humana.

Em colaboração com Louis Leakey (1903-1972) e John Napier, identificou, descreveu e deu nome à espécie Homo habilis, anunciada na revista Nature em 1964, e ancestral do Homo sapiens sapiens.

Também representou a África do Sul nas negociações com a França para repatriar em 2002 os restos da "Vênus hotentote", uma mulher de origem bushmen, chamada Saartje Bartmann, que foi levada no início do século XIX para a Europa como objeto de curiosidade etnológica e sexual, e dissecada depois pelo Museu do Homem em Paris.

© 2012 AFP

Adicionar comentário

Comentários

Adicionar comentário