DIU é mais eficaz que pílula para prevenir gravidez, diz estudo

Kioskea quarta 23 de maio de 2012 - 20:30:22


O trabalho foi publicado na revista médica The New England Journal of Medicine de 24 de maio

As mulheres que usam pílula, adesivo contraceptivo ou anel vaginal têm 20 vezes mais probabilidade de ficar grávidas que as que utilizam métodos de longa duração, como o dispositivo intrauterino (DIU), segundo um estudo publicado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

As mulheres que usam pílula, adesivo contraceptivo ou anel vaginal têm 20 vezes mais probabilidade de ficar grávidas que as que utilizam métodos de longa duração, como o dispositivo intrauterino (DIU), segundo um estudo publicado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

Entre as mulheres de até 21 anos que optam pela pílula, pelo adesivo (trocado uma vez por semana) ou pelo anel vaginal, o risco de gravidez é quase duas vezes maior que entre as mulheres mais velhas, constataram os autores dessa pesquisa, realizada com 7.500 participantes de 14 e 45 anos.

O trabalho foi publicado na revista médica The New England Journal of Medicine de 24 de maio.

Os resultados sugerem que um uso mais frequente dos DIU ou dos implantes hormonais no lugar de outros métodos contraceptivos poderia evitar um número importante de concepções não desejadas.

"Este estudo é a melhor demonstração de que os métodos contraceptivos de longo prazo são superiores que a pílula, o adesivo ou o anel vaginal", disse Jeffrey Peipert, professor de ginecologia da Escola de Medicina da Universidade de Washington (Missouri, centro), principal autor do estudo.

"O DIU e os implantes são muito mais eficazes porque as mulheres podem se esquecer da questão uma vez que o ginecologista os coloca", completou.

O DIU hormonal é eficaz durante cinco anos e o DIU de cobre pelo menos 10 anos, enquanto o implante hormonal permanece ativo por três anos, disse o médico.

© 2012 AFP

Adicionar comentário

Comentários

Adicionar comentário