Kioskea
Recherche

Charles Darwin, o genial autor de 'A origem das espécies'

Kioskea quinta 5 de fevereiro de 2009 - 18:05:45


Charles Darwin, o genial autor de \'A origem das espécies\'

Charles Darwin, o autor genial de "A origem das espécies", que revolucionou a nossa percepção da vida na Terra, era um homem modesto, às vezes preocupado diante da polêmica acerca de sua obra.

Charles Darwin, o autor genial de "A origem das espécies", que revolucionou a nossa percepção da vida na Terra, era um homem modesto, às vezes preocupado diante da polêmica acerca de sua obra.

Nascido no dia 12 de fevereiro de 1809 em Shrewsbury (oeste da Inglaterra) em uma família abastada, ele é orientado por seu pai médico a estudar Medicina, enquanto que suas próprias aptidões o levam a seguir o caminho de seu avô Erasmus Darwin, naturalista renomado.

Em Edimburgo, ele considera o curso de Medicina entediante e fica horrorizado com as cirurgias, então praticadas sem anestesia.

Sua verdadeira escola é a natureza, onde ele observa animais, plantas e pedras. Se apaixona pelas Ciências Naturais e por coleções "de todo tipo".

Quando Darwin abandona a Medicina, seu pai o envia para estudar Teologia na Universidade de Cambridge para que se torne um pastor.

Ele aproveita a oportunidade de sua vida quando um de seus professores o recomenda a Robert FitzRoy, capitão do "HMS Beagle", que busca um companheiro para uma expedição científica de dois anos em torno do mundo.

O "Beagle" iça as velas em 1831, levando Darwin, então com 22 anos. A viagem dura cinco anos, com escalas no Brasil, nas ilhas Galápagos, no Taiti, na Nova Zelândia e na Austrália.

Apesar dos fortes enjôos, o jovem Darwin mantém-se muito entusiasmado: "A viagem do Beagle foi de longe o evento mais importante de minha vida".

Ele redige diversas observações e colhe espécimes da flora e da fauna das regiões pelas quais passa. Em seu retorno em 1836, Darwin, que nunca mais viajou, pôs-se a trabalhar e publica em 1839 "A viagem do Beagle".

Afligido por problemas de saúde, pretende se casar, e pesa longamente os prós ("companheiro permanente" ... "melhor do que um cão de qualquer maneira") e os contras ("terrível perda de tempo").

Ele se casa em 1839 com sua prima Emma Wedgwood e o casal, muito unido, terá dez filhos.

As observações feitas durante sua viagem convencem Darwin pouco a pouco de que as espécies estão em constante evolução.

Nada menos de 23 anos se passam entre a primeira viagem e "A origem das espécies": tempo de maturação necessário, e também de acumulação de testes científicos, antes da divulgação de suas teses. Dizer que as espécies não são imutáveis, "é como confessar um assassinato", afirma Darwin em 1844.

Enquanto recebe, em 1858, uma carta de um outro naturalista, Alfred Russel Wallace, mencionando idéias semelhantes às suas, Darwin ficou mortificado. As idéias dos dois se tornaram públicas ao mesmo tempo durante uma reunião científica, e a primeira versão de "A origem" é finalmente lançada no dia 24 de novembro de 1859.

O livro faz um grande sucesso, mas desencadeia reações iradas das autoridades religiosas, que o viam como uma refutação da doutrina cristã da criação do mundo.

O debate chega ao auge com "A descendência do homem e a seleção ligada ao sexo", no qual Darwin demonstra em 1871 que o homem e o macaco descendem de um ancestral em comum. "Considerando agora com que brutalidade fui atacado pelos ortodoxos, parece-me grotesco que eu tenha tido alguma vez a intenção de ser pastor", ironiza em sua autobiografia.

Darwin morre em 1882, aos 73 anos. Ele é enterrado na abadia de Westminster, em Londres, não muito distante do físico Isaac Newton.

© 2009 AFP

Adicionar comentário

Comentários

Adicionar comentário