Kioskea
Pesquisar
Faça uma pergunta »

O que é Internet?

Março 2015


De onde vem a internet ?


Originalmente, a Internet era uma rede militar americana (chamada ARPANET).

O objetivo era criar uma rede resistente aos ataques: se um ponto da rede é destruído, as informações devem poder continuar a circular.

Assim, a Internet foi concebida, desde o início, como uma teia de aranha.


Se um ponto da rede é destruído, os outras pontos da rede podem continuar a se comunicar com os outros porque as informações tomam, automaticamente, outro caminho.


Este sistema está ativo até hoje: Quando você envia ou recebe informações pela Internet, seus pacotes de dados passam por dezenas de computadores diferentes e podem, até, seguir caminhos diferentes.
(Um programa tal como o traceroute pode ver os computadores através dos quais os pacotes transitam).

É esta "teia de aranha" que deu origem à palavra "web" (que significa "teia de aranha") e ao "World Wide Web" ("teia global de aranha", termo geralmente utilizado para designar páginas HTML ligadas entre si).

Por que a palavra "internet" ?


"Network" é uma palavra inglesa que significa "rede".

Interligando todas as redes do mundo (militares, universidades, governos, empresas, prestadores de serviços, etc), obtemos uma rede gigante que cobre uma grande parte do planeta.
"Internet" = "Inter-redes"

Internet é a interconexão de todas as redes do planeta.

Todo mundo em pé de igualdade


O princípio da internet é que, uma vez conectado, você se encontra em pé de igualdade com os outros: Cada computador conectado tem um endereço exclusivo (chamado de endereço IP) e pode enviar e receber informações para/de qualquer outro computador.

A Internet não faz qualquer discriminação.

As distâncias não teem nenhuma importância: Você pode enviar algo para Taiwan ou para o seu vizinho, o preço é o mesmo.
(A única diferença é que a informação que vai demorar um pouco mais para chegar em Taiwan).

A Internet só serve para transportar os seus dados até o computador de sua escolha.
Ela não fornece nenhum outro serviço.

Você é livre para fazer o que quiser.

Claro que um grande número de aplicações foram implementadas para tornar a Internet mais prática.
A única desigualdade é a velocidade da qual você dispõe.

Internet não se limita às páginas web !


A aplicação mais conhecida da internet é o HTTP: São as páginas web que você vê no seu navegador (ou browser).

O protocolo HTTP (utilizado pelo seu browser) utiliza a Internet para transportar páginas HTML, imagens (JPEG, GIF, etc), músicas (MP3, etc), vídeos ...

Mas a internet não se limita às páginas web!

Existem muitos outros protocolos, que podem ser usados para fazer muitas outras coisas:
  • O protocolo DNS encontra um endereço IP de acordo com o nome do computador (como um catálogo).
  • O protocolo FTP transporta arquivos de um computador para outro.
  • O protocolo IRC cria "salas" de discussão ao vivo.
  • O protocolo ICQ ajuda a saber se alguém está on-line e de dialogar com ele.
  • O protocolo NTP define a hora dos computadores, pela internet, com uma margem de erro de 500 milisegundos.
  • Os protocolos P2P compartilham arqivos em grande escala.
  • O protocolo NNTP acessa fóruns de discussão sobre milhões de temas diferentes.
  • O protocolo SSH ajuda a ter acesso seguro a comutadores remotos.
  • O protocolo SMTP envia e-mails e o protocolo POP3 os recebe.
  • Outros protocolos permitem de usar como telefone ou videoconferência.
  • etc.


Diz-se que eles são transportados por IP (na verdade, é o protocolo IP, que é responsável pelo transporte de pacotes de dados até o destino).

E como a Internet é igualitária, ele concorda em transportar qualquer protocolo, desde que você use o protocolo IP.

Isso significa que você pode desenvolver seu próprio protocolo. Internet vai concordar em transportar os seus dados sem nenhum problema.

Você pode inventar protocolos e usá-los para se comunicar (desde que o seu correspondente compreenda o protocolo que você inventou).

É muito mais simples do que parece: você pode fazer um programa que dialogue, pela internet, com outro programa, em poucas linhas de código.

O futuro da internet


Os inventores da Internet nunca poderiam imaginar todos os aplicativos que existem hoje na internet.

Alguns projetos querem até conectar todos os aparelhos, entre eles, pela Internet: equipamentos hi-fi, , geladeira, casa, registro elétrico, aquecimento central, câmera...

É o protocolo IP (Internet Protocol) que é utilizado na Internet e que permite que as máquinas se comuniquem entre elas. Atualmente ele está na versão 6 (mais conhecido como IPv6).

Mas, com todas as novas aplicações que queremos criar, acabamos ficando limitados:
  • dificuldades para atribuir os endereços IP,
  • dificuldades para garantir as velocidades de transmissão (indispensável para vídeo, por exemplo),
  • dificuldades de segurança,
  • velocidade insuficiente.


É por esta razão, que uma nova versão de IP está sendo desenvolvida: IPv6.
Atualmente, uma rede de teste para IPv6 está montado nos Estados Unidos e em alguns grandes empresas teem acesso para testar e desenvolver aplicações. Esta rede é chamada de Internet2.

Mas o IPv6 não é compatível com o IPv4.

Um dia todos nós vamos alternar para o IPv6 para beneficiar destas inovações.

Eu presumo que os fornecedores de acesso vão propor uma transição gradual para seus assinantes, e todo mundo se submeterá, gradualmente.

Nossos sistemas operacionais (Windows, Linux, MacOS X, etc) já são, na maioria das vezes, capazes de entender o IPv6. Teremos que atualizar nossos softwares (navegadores, softwares de e-mail, etc) e instalar versões que suportam IPv6, a fim de desfrutar.

Artigo original publicado por sebsauvage

Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
O-que-e-internet.pdf

A ver igualmente

Na mesma categoria

Publicado por pintuda.
Este documento, intitulado « O que é Internet? »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.