Kioskea
Recherche

Computador portátil

Fevereiro 2015
laptop computer
O computador portátil, laptop ou notebook possui hoje capacidades de tratamento e de armazenamento próximas do computador de escritório, o que lhe permite facilmente assegurar funções multimédia de alta tecnologia (leitura de DVD, jogo vídeo, tratamento de imagens 3D, etc.). Se o preço de um computador portátil permanece mais elevado que o de um computador de escritório devido à sua mobilidade, o seu uso é igualmente mais variado na medida em que pode ser levado quase para toda a parte.

Contudo, dado o pouco espaço que ocupa, a maior parte das peças do computador portátil está integrada e não pode ser alterada, é a razão pela qual é necessário escolher as suas caraterísticas técnicas com conhecimento de causa e em função da utilização que se deseja fazer. Por outro lado, a integração de todas as peças pelo construtor permite minimizar os riscos de incompatibilidades materiais (conflitos materiais)

O que é um computador portátil ?


Um computador portátil (em inglês laptop ou notebook) é um computador que integra o conjunto dos elementos dos quais tem necessidade para funcionar, nomeadamente uma alimentação eléctrica com bateria, um ecrã e um teclado, numa caixa de pequena dimensão (em média 360 x 40 x 270).

computador portátil

Interesse principal de um computador portátil


O interesse principal de um computador portátil em relação a um computador de escritório é a sua mobilidade bem como a sua obstrução reduzida. Por outro lado, o preço é geralmente mais elevado para desempenhos ligeiramente menores e a configuração material do portátil é muito menos flexível, excepto conectar periféricos externos suplementares graças a numerosas portas de entrada/saída que o equipam. A compra de um computador portátil deve ser por conseguinte fundamentada sobretudo por uma necessidade de mobilidade ou uma preocupação de economia de espaço.

Além disso, com a emergência das redes sem fios, e em especial o WiFi, é muito fácil conectar-se à Internet nos espaços públicos equipados de Hot-Spots ou muito simplesmente em qualquer divisão da casa, desde que esta esteja equipada com WiFi.

Para utilizações multimédia avançadas (por exemplo manipulação de vídeo numérica, conexão de um aparelho foto numérico, leitor mp3, etc.), a escolha deverá ter em conta, por um lado, os desempenhos do computador (tanto gráficos como em potência de cálculo) mas igualmente os tipos de portas de entrada/saída disponíveis e o seu número.

Processador e memória viva


O processador representa o cérebro do computador, na medida em que trata as instruções. A sua velocidade de execução é condicionada pela sua frequência (MHz), mas dois processadores de marcas diferentes podem ter desempenhos completamente equivalentes tendo frequências muito diferentes.

Se a frequência do processador for um elemento essencial entre os critérios de escolha de um computador portátil, é hoje preferível privilegiar a qualidade do conjunto dos componentes (carta gráfico, memória) em detrimento do valor da frequência do processador.

Além disso, a quantidade de memória viva pode ter uma importância considerável nos desempenhos, nomeadamente para usos multimédia. Para além da quantidade de memória, é igualmente igualmente importante estar atento à sua frequência de funcionamento, correspondendo à frequência à qual vão funcionar a maior parte dos periféricos.

Ecrã


Os ecrãs de computadores portáteis são ecrãs planos. São na maior parte do tempo de matriz ativa (geralmente com a tecnologia TFT, Thin Film transistor), ou seja, cada pixel é controlado individualmente, o que permite uma melhor fluidez de afixação que os ecrãs de matriz passiva, para os quais os pixéis são controlados por linha e por coluna. As últimas gerações privilegiam as matrizes activas em detrimento das matrizes passivas.

O ecrã carateriza-se em primeiro lugar pela sua dimensão, expressa em polegadas (uma polegada que vale 2,54 cm), correspondendo à diagonal do ecrã. Contrariamente aos ecrãs catódicos (ecrãs CRT), a diagonal de um ecrã plano corresponde à superfície útil de afixação. Por outro lado, tendo em conta as tecnologias à base de cristais líquidos utilizadas nos ecrãs planos, a qualidade de um ecrã plano define-se pelo tempo de resposta, duração necessária a fim de fazer passar um pixel do branco ao preto, seguidamente do preto ao branco.

O formato de afixação é geralmente 4:3 (ou seja, 4 unidades de largura para 3 unidades de altura), mas existem formatos de ecrãs de computadores portáteis exóticos, próximos do 16:9, como o formato 15:10, mais adaptado à visualização de sequências vídeos (leitura de DVD, por exemplo). Este tipo de ecrã apresenta em geral uma dimensão de diagonal não inteira (por exemplo 15.4 polegadas).

Disco duro


O disco duro é o lugar de armazenamento dos dados do computador, contrariamente à memória viva que é uma memória volátil que serve unicamente de zona de trânsito de informações aquando do funcionamento do computador. A característica mais importante do disco duro é a sua capacidade (exprimida em gigaoctetos), porque determina a quantidade de dados (e em especial de programas) que se pode armazenar. Contudo, convém prestar uma atenção específica aos seus desempenhos (vinculados nomeadamente à sua velocidade de rotação) que podem prejudicar as capacidades globais do sistema se forem demasiado fracas.

A existência de discos duros externos (Firewire ou USB 2.0) permite no entanto livrar-se das limitações intrínsecas aos discos duros standard dos computadores portáteis e estender tanto quanto a necessidade a capacidade de armazenamento.

Placa gráfica


A placa gráfica do computador portátil é integrada, ou seja, trata-se de uma microplaqueta gráfica especializada (chipset gráfico) soldada sobre a placa-mãe e que não é possível alterar uma vez o computador portátil comprado. Assim, se o computador portátil for destinado ao uso de aplicações gráficas (visualização ou manipulação de vídeo, jogos vídeos, aplicações 3D, etc.) é aconselhável escolher um chipset gráfico de marca.

Leitor ou gravador de CD/DVD


Cada vez mais computadores portáteis integram em padrão um leitor de CD-ROM ou de DVD-ROM, ou mesmo um gravador em configurações de nível mais elevado. Quando o leitor combina vários destas funções fala-se então "de combo".

Existem diferentes tipos de gravadores de CD (cuja capacidade é de cerca de 700 Mo) e de DVD (cuja capacidade é de 4.7 Go).

  • O termo "CR" designa os discos compactos graváveis,
  • O termo "CD- CD-RW" refere-se aos Cds regraváveis,
  • O termo "DVD- DVD-R" designa os DVD graváveis,
  • O termo "DVD-RAM" designa os DVD regraváveis. Existem assim duas normas incompatíveis promovidas por consórcios de construtores diferentes:
    • DVD+RW, da Philips, possuindo desempenhos em matéria de tempo de registo geralmente ligeiramente melhores que o formato DVD-RW.
    • DVD-RW, cujo custo é ligeiramente menor que os DVD+RW.

É necessário notar que gravadores suportam o conjunto destes padrões, fala-se então de gravadores "multiformatos".

Interfaces de entrada/saída


OS interfaces de entrada/saída permitem estender as funcionalidades dos computadores portáteis conectando periféricos terceiros. O portátil possuo geralmente conectores PC Card (PCMCIA) que permitem inserir periféricos suplementares.

As portas USB estão presentes na totalidade dos computadores portáteis recentes mas convém contudo verificar se se trata de portas USB 1.0, propondo um débito máximo de 12 Mbit/s, ou portas USB 2.0, podendo atingir 480 Mbit/s!

A presença de portas IEEE 1394 (que têm o nome comercial de Firewire para Apple e i.LINK para IBM) pode ser interessante, nomeadamente para a aquisição vídeo a partir de câmara digital DV. As portas FireWire permitem obter débitos de aproximadamente 800 Mbit/s!

Alguns portáteis possuem leitores multicartões capazes de ler as memórias flash no formato Secure digital (SD Card), Multimédia Card (MMC), Memory stick, SmartMedia, Compacta flash ou xD picture card. Este tipo de leitor pode ser extremamente prático para os proprietários de leitores mp3, de aparelho foto numérico ou assistentes numéricos pessoais porque torna possível a cópia directa de ficheiros a elevado débito (por exemplo, para transferir música ou fotografias digitais).

Entrada/saída áudio e vídeo


O computador portátil possui um ecrã e colunas internas mas em certas circunstâncias é útil, ou mesmo necessário, poder conectá-lo a sistemas wi fi ou vídeo mais eficiente, por exemplo para uma apresentação ou para a projeção de um DVD.

Os computadores portáteis propõem em padrão um conector VGA que permite conetá-lo a um monitor externo ou videoprojetor. Às vezes, o portátil está equipado com uma saída vídeo (chamada saída TV), ou seja um conector S-Vídeo que permite conectar o computador diretamente a uma televisão.

No que respeita à produção áudio, os computadores portáteis possuem uma tomada para auscultadores e uma entrada microfone em formato Jack standard, bem como altifalantes estéreo mais ou menos de boa qualidade. A presença de uma saída S/PDIF (saída audio numérica) pode permitir ligar o computador a um sistema sonoro que suporta uma restituição em Dolby Digital 5.1 (para uma utilização em Home Cinema, por exemplo).

Dispositivo indicador/Teclado


Os computadores portáteis incluem de origem um teclado bem como um dispositivo indicador . O dispositivo indicador é geralmente um touchpad (bloco táctil), ou seja uma superfície plana táctil que permite deslocar o cursor como um rato. Certo portáteis, às vezes, estão equipados com um trackpoint, ou seja, um pequeno capuz táctil (geralmente vermelho) situado no centro do teclado que permite deslocar o cursor por estimulação táctil.

Teclado e dispositivo indicador devem ser escolhidos em função da sua ergonomia, por conseguinte é aconselhado experimentá-lo a fim de determinar se o seu conforto de utilização lhe convém.

É necessário notar que nada o impede de ligar um rato tradicional ao computador portátil para mais conforto.

Mobilidade e ligação à rede


Num mundo que comunica, é inconcebível imaginar um computador portátil sem funcionalidades de rede. Fala-se assim de nomadismo ou mobilidade para designar a capacidade que tem hoje um indivíduo de ter acesso às suas informações através da Internet, independentemente do lugar onde estiver.

A maior parte dos computadores portáteis está equipada de origem com ummodem 56K V90, permitindo ligar-se à Internet graças à rede telefónica (IPV, rede telefônica comutada).

O conetivo de rede "10/100 de Mbit Fast Ethernet" permite conectar-se a uma rede local (LAN, Local Area Network) ou ligar o computador a um equipamento rede como um modem ADSL, um router ou um switch ou diretamente a um outro computador através de um cabo rede cruzada.

Com a emergência das redes sem fios e a multiplicação de pontos de acesso rede sem fios em espaços públicos ou privados (chamados Hot spots), a noção de nomadismo faz todo o sentido. Assim, certos computadores portáteis propõem adaptadores WiFi, integrados ou não. A tecnologia WiFi permite ligar entre eles computadores equipados de adaptadores especializados (placas WiFi) num raio de várias dezenas ou mesmo centena de metros e eventualmente ligá-lo à Internet graças a um switch sem fios (limite WiFi). Existem várias normas WiFi, que utilizam canais de transmissão diferentes:

  • O WiFi 802.11a que permite obter um débito teórico de 54 Mbps (30 Mbps real)
  • O WiFi 802.11b que permite obter um débito teórico de 11 Mbps (6 Mbps real) com um alcance que pode ir até a 300 metros num ambiente aberto.
  • O WiFi 802.11g que permite obter um débito teórico de 54 Mbps (30 Mbps real) na banda de frequência dos 2.4 GHz.



A tecnologia Bluetooth que equipa certos computadores portáteis é igualmente uma tecnologia de redes sem fios mas a sua utilização centra-se essencialmente nas redes pessoais sem fios (WPAN, Wireless Personal Area Network), ou seja, destina-se à conexão de pequenos aparelhos domésticos sem fios como telefones portáteis, PDA, etc.

A tecnologia IrDa (infravermelho) permite igualmente ligar pequenos aparelhos sem ligação telegráfica mas sofre, contrariamente à tecnologia BlueTooth, de limitações em termos de distância (algumas dezenas de centímetros) e de débitos reduzidos.

Características técnicas


Aquando da compra de um computador portátil, para além da escolha dos elementos materiais, é importante atentar nomeadamente nas características seguintes :

  • peso : um computador portátil é feito para ser transportado, é assim essencial escolhê-lo o mais leve possível. Atenção ao portáteis ligeiros cujo essencial dos periféricos é externo (leitor de CD-ROM/DVD-ROM, ratos, alimentação, caixa de ligações diversa, etc.)
  • autonomia : A autonomia do computador é em função do consumo dos seus componentes bem como das características da bateria.
    • Ni-Cad (Nickel / Cadmium) : tipo de bateria recarregável que está a tornar-se obsoleta porque sofre do efeito memória, ou seja uma baixa progressiva da carga máxima quando esta é recarregada enquanto que não está completamente "vazia".
    • Ni-Mh (Níquel/Metal Híbrido): tipo de bateria recarregável mais eficiente que as baterias Níquel-Cádmio.
    • Li-Íon (Lítio/Íon): tipo de bateria recarregável que equipa a maioria dos computadores portáteis. As baterias Li-Íon oferecem excelentes desempenhos para um custo modesto. Por outro lado, as baterias Li-Íon não sofrem do efeito memória, o que significa que não é necessário esvaziar completamente a bateria antes de recarregar o aparelho.
    • i-Polymer (Lítio/Polímero): tipo de bateria recarregável tendo desempenhos equivalentes às baterias Li-Íon mas muito mais ligeiras na medida em que o líquido electrolítico e o separador microporoso das baterias Li-Íon foram substituídos por um polímero sólido, muito mais ligeiro. Por outro lado, o tempo de carga é mais importante e a sua duração de vida é mais fraca.

Caracteriza-se geralmente a autonomia do computador pelo tempo médio de atividade do computador em stand by/em utilização.
  • Temperatura de funcionamento : O funcionamento dos diferentes elementos do computador portátil (nomeadamente o processador) induz um aumento da temperatura do computador portátil que pode às vezes ser embaraçoso (em especial quando a temperatura do teclado é considerável).

Pode existir um perigo devido ao sobreaquecimento, acentuado nomeadamente quando o computador portátil funciona com o ecrã fechado, porque este pode impedir uma boa dissipação térmica.
  • barulho : A fim de dissipar o calor devido ao funcionamento dos diferentes elementos do computador portátil (nomeadamente o processador), os computadores portáteis às vezes estão equipados com dispositivos de evacuação do calor como ventiladores, podendo criar um incômodo auditivo importante. Do mesmo modo para os motores que provocam a rotação dos discos duros ou o leitor/gravador de CD/DVD. Convém por conseguinte informar-se sobre o nível de barulho do computador em funcionamento.

Estação de acolhimento


Certo portáteis são às vezes fornecidos com uma estação de acolhimento . Trata-se de um receptáculo que permite acolher o computador portátil a fim de ligá-lo muito simplesmente a um teclado, um rato, um ecrã, etc.

Garantia


A compra de um computador portátil é um investimento importante, é por conseguinte essencial premunir-se dos riscos ligados a um desfuncionamento subscrevendo uma garantia. A garantia é mais essencial num computador portátil porque não é possível intercambiar elementos (placa gráfica, placa de som, etc.) como no caso dos computadores de escritório. A maior parte das ofertas inclui de facto uma garantia de alguns meses a um ano, mas pode ser advertido para tomar uma extensão de garantia de alguns anos a fim de cobrir o máximo de riscos.

Informe-se sobre o tipo de prejuízo coberto pela garantia. As baterias raramente são cobertas.

Oferta "software"


Os computadores portáteis estão equipados quase sistematicamente de um sistema de exploração aquando da compra, mas certas ofertas incluem igualmente um ramo de software como instrumentos de burótica, uma enciclopédia ou ainda antivírus que podem ser úteis. Pode por conseguinte ser interessante ter em conta este aspecto aquando da compra de um micro portátil.

Bolsa de proteção


Quando o computador portátil se destina a um uso nómada, uma malinha de transporte é necessária para o proteger e transportar, bem como o conjunto dos seus acessórios.

Além disso, é vivamente aconselhado investir num cabo de segurança (Kensington ComboSaver) que permite ligar o computador portátil a um elemento de móvel fixo graças a entalhadura standard presente na quase totalidade dos aparelhos do mercado.

Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Computador-portatil.pdf

A ver igualmente


Laptop Computer
Laptop Computer
Ordenador portátil
Ordenador portátil
Laptop
Laptop
Ordinateur portable (ou laptop)
Ordinateur portable (ou laptop)
Computer portatile
Computer portatile
Este documento, intitulado « Computador portátil »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.