O modem

Maio 2015

Para que serve um modem?

O modem é o periférico utilizado para transferir informações entre vários computadores via um suporte de transmissão telegráfico (linhas telefónicas, por exemplo). Os computadores funcionam de maneira numérica, utilizam a codificação binária (uma série de 0 e 1), mas as linhas telefónicas são analógicas. Os sinais numéricos passam de um valor a outro, não há meio termo, é “tudo ou nada” (um ou zero). Os sinais analógicos em contrapartida não evoluem “passo a passo”, evoluem continuamente.

O piano, por exemplo, funciona mais ou menos de maneira numérica porque há “um passo” entre as notas. Um violino, em contrapartida, pode modular as suas notas para passar por todas as frequências possíveis.

Um computador funciona como um piano, um modem como um violino. O modem converte em analógica a informação binária que provém do computador, a fim de modulá-lo pela linha telefónica. Podem ouvir-se barulhos estranhos se aumentar o som que provém do modem.

Assim, o modem modula as informações numéricas em ondas analógicas. Em sentido oposto, desmodula os dados analógicos para convertê-los em numéricos. A palavra “modem” é assim um acrónimo para “Modulador/Demodulador”.

 

Modem: modulation - démodulation



A velocidade de transmissão do modem é exprimida geralmente em bauds, em homenagem a Emile Baudot (11 de Setembro de 1845 - 28 de Março de 1903), um famoso engenheiro francês que trabalhou em telecomunicações. Esta unidade de velocidade de transmissão de informação caracteriza a frequência (dado) de modulação, ou seja o número de mudança de estados que o modem impõe ao sinal por segundo. Assim, o débito em bauds não é completamente igual ao débito em bits por segundos, porque mais de uma mudança de estado do sinal pode ser necessária para codificar uma bit.

Os padrões de comunicação


A multiplicação dos modens necessitou uma normalização dos protocolos de comunicação por modem para que falem todos uma linguagem comum. É por isso que dois organismos desenvolveram padrões de comunicação:

  • Os laboratórios BELL, precursores em matéria de telecomunicação;
  • O Comité consultivo internacional de telefonia e telegrafia (CCITT), designado desde 1990 União Internacional da Telecomunicação (UIT).



A UIT tem como objectivo definir os padrões de comunicações internacionais. Os padrões dos modens podem dividir-se em 3 categorias:

  • Os padrões de modulação (por exemplo CCITT V.21)
  • Os padrões de correcção de erros (por exemplo CCITT V.42)
  • Os padrões de compressão dos dados (por exemplo CCITT V.42bis)



Eis uma lista dos principais padrões de modem:


Padrão de modulaçãoDébito teóricoModoDescrição
Bell 103300 bpsFull duplexPadrão americano e canadiano utilizando uma codificação com mudança de frequência. Permite assim enviar uma bit por baud.
CCITT V.21300 bpsFull duplexPadrão internacional próximo do padrão Bell 103.
Bell 212A1200 bpsFull duplexPadrão americano e canadiano funcionando de acordo com a codificação de mudança de fase diferencial. Permite desta maneira transmitir 2 bits por baud
UIT V.221200 bpsHalf duplexPadrão internacional próximo do padrão Bell 212A.
UIT V.22bis2400 bpsFull duplexPadrão internacional constituindo uma versão melhorada do padrão V.22 (do` a denominação V.22bis).
UIT V.231200 bps"Half duplex"Padrão internacional funcionando em half-duplex, ou seja, permite transferir os dados sobre uma só via ao mesmo tempo. Possibilidade de uma via de regresso a 75 bauds facultativos.
UIT V.231200 bps/75 bps"Full duplex"Padrão internacional fornecendo duplex integral assimétrico, ou seja, permite transferir dados a 1200 bps num sentido e 75 bps no outro.
UIT V.299600 bpsHalf duplexPadrão internacional funcionando em half-duplex, ou seja, permite transferir os dados sobre uma só via ao mesmo tempo. Este padrão foi criado particularmente para os faxs.
UIT V.329600 bpsFull duplex Padrão internacional funcionando em full-duplex e incorporando padrões de correcção de erro. A transmissão de dados faz-se de acordo com uma técnica de correcção de erros chamada modulação de amplitude em quadratura codificada . Esta técnica consiste em enviar uma bit suplementar para cada grupo de 4 bits enviadas sobre a linha de transmissão.
UIT V.32bis14400 bpsFull duplexPadrão internacional melhorando o padrão v.32, permitindo enviar 6 bits por baud, para atingir uma velocidade de transmissão de 14400 bps.
UIT V.32fast28800 bpsFull duplexPadrão internacional, nomeado às vezes V.FC (Fast Class), permitindo atingir uma velocidade de transmissão dos dados de 28800bps.
UIT V.3428800 bpsFull duplexPadrão internacional permitindo obter um débito de 28800. Graças a um processador DSP (Digital Sinal Processor, processador de tratamento numérico do sinal) os modens que utilizam este padrão podem atingir um débito de 33600 bps.
UIT V.9056000 bpsFull duplexPadrão internacional permitindo obter velocidades de transmissão de 56000 bps.
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
O-modem .pdf

A ver igualmente


Modem
Modem
Módem
Módem
Das Modem
Das Modem
Le modem
Le modem
Il modem
Il modem
Este documento, intitulado « O modem »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.