Kioskea
Recherche

astucias Linux

Fevereiro 2015

Montar um leitor de CD-ROM

Para montar um leitor de CD-ROM no Linux é necessário registar-se como administrador sistema, isto é, com a ligação “root”.
Basta, em seguida, montar o leitor, quer dizer, “pendurar” o conteúdo do leitor de CD-ROM num directório (na maior parte das vezes /mnt/cdrom/) escrevendo este comando:
mount -t iso9660 /dev/cdrom /mnt/cdrom
não se pode esquecer de desmontar o leitor com o comando
umount /mnt/cdrom

Montar uma partição MS-DOS

É possível, no Linux, aceder à partições MS-DOS montando-as no sistema de ficheiros Unix. Para montar a partição /dev/hda1 basta digitar:
mount -t msdos /dev/hda1 /mnt/hd
é preciso não esquecer de desmontar a partição
umount /mnt/hd

Montar um leitor de disquetes

Da mesma maneira que para a partição MS-DOS, pode-se montar um leitor de disquete e aceder aos dados contidos numa disquete formatada em DOS graças ao comando:
mount -t msdos /dev/fd0 /mnt/fd
não se pode esquecer de desmontar o leitor de disquetes
umount /mnt/fd.

Reiniciar o computador

Para reiniciar correctamente o computador, basta utilizar o comando “shutdown”. A sequência de teclas<CTRL> <ALT> <SUPPR> foi, na maior parte distribuições Linux, programada para corresponder ao comando shutdown.
Para reiniciar rapidamente, bastará escrever “shutdown - r now”.


Forçar o reconhecimento do controlador SCSI

Quando os controladores não têm bios geralmente não são detectados pelo Linux, é necessário neste caso forçar a detecção escrevendo ao prompt de LILO:
boot: linux tmx8xx=<IRQ>,<adresse>
tmx8xx representa um controlador TMC-8xx, se possuir outro será necessário conhecer a sua designação. IRQ representa a interrupção do controlador e “endereço” o endereço da sua memória partilhada.

Criar um pseudónimo

É um comando abreviado que permite executar outra, isto pode também estender-se a outros conceitos, um pseudónimo poderá também ser um atalho para um e-mail.
Os comandos sob Linux para montar um periférico são (como viu acima) muito difíceis de digitar.


Assim, em vez de escrever o comando:
"mount -t iso9660 /dev/cdrom /mnt/cdrom"
e escrever:
alias cdrom='mount -t iso9660 /dev/cdrom /mnt/cdrom'
basta digitar “cdrom” para montar este periférico.

Contudo, perguntamo-nos: porque é que devo escrever este comando se tenho de o declararcada vez que reinicializo o sistema?
Com efeito, basta simplesmente editar o ficheiro “/etc/bashrc” e acrescentar a linha:
alias cdrom='mount -t iso9660 /dev/cdrom /mnt/cdrom'

Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Astucias-linux.pdf

A ver igualmente


Linux Tricks
Linux Tricks
Trucos de Linux
Trucos de Linux
Linux-Tipps
Linux-Tipps
Astuces Linux
Astuces Linux
Astuzie Linux
Astuzie Linux
Este documento, intitulado « astucias Linux »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.