Linguagens informáticas - API

Maio 2015

API


Uma API (Aplicação Programável Interface, ou “interface de programação” ou “interface para o acesso programado às aplicações) é um conjunto de funções que permitem aceder aos serviços de uma aplicação, através de uma linguagem de programação.

Uma API permite fornecer um certo nível de abstracção ao programador, o que auer dizer que ela mascara a complexidade do acesso a um sistema ou a uma aplicação, propondo um jogo de funções standard das quais só os parâmetros e os valores devolvidos são conhecidos. Assim, por analogia com um automóvel, o motorista não tem de conhecer o funcionamento mecânico do motor de um veículo para poder conduzi-lo. Apenas um interface, composto por um volante, pedais (acelerador, embraiagem, travão), manípulos (piscas, faróis, caixa de velocidade) e botões (quatro piscas, faróis de nevoeiro, buzina, etc.) lhe é acessível: trata-se, de certa maneira, do interface proposto ao utilizador.

Graças ao API, um programador não tem, por conseguinte, de se preocupar com a forma como uma aplicação distante funciona, nem com a maneira como as funções foram aplicadas para poder utilizá-las num programa. Uma API pode estar disponível para uma linguagem específica ou estar disponível para várias linguagens de programação.



Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Linguagens-informaticas-api .pdf

A ver igualmente


Programming languages - API
Programming languages - API
Lenguajes de programación – API
Lenguajes de programación – API
Programmiersprachen - API
Programmiersprachen - API
Langages informatiques - API
Langages informatiques - API
Linguaggi informatici - API
Linguaggi informatici - API
Este documento, intitulado « Linguagens informáticas - API »a partir de Kioskea (pt.kioskea.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.